Pular para o conteúdo

Trabalhadores que não recebiam abono de PIS/Pasep 2022 agora podem recorrer

Trabalhadores que não recebiam abono de PIS/Pasep agora podem recorrer… O Ministério do Trabalho e Assuntos Sociais anunciou que passou a receber na última quinta-feira (7) os pedidos de recurso administrativo dos trabalhadores que não foram aprovados para receber o abono salarial do PIS/Pasep em 2022.

Dessa forma, se você estiver direito ao benefício, você pode recorrer do não pagamento às inspeções regionais do trabalho do Ministério do Trabalho e Previdência Social. Segundo o governo federal, a análise demora cerca de 45 dias.

A transferência do abono salarial para o ano-base 2020 teve início em fevereiro. No total, mais de 23 milhões de trabalhadores foram qualificados e podem receber os valores até 29 de dezembro.

Em março, mais de 1,6 milhão de trabalhadores foram incluídos no pagamento do abono salarial do PIS/Pasep e foram feitos pedidos de reprocessamento dos dados, pois muitos foram impedidos de transferir. Com isso, cerca de 1,9 milhão de pessoas foram reconsideradas para receber o benefício.

Vale ressaltar que os sistemas da Empresa para verificação da elegibilidade dos beneficiários do PIS/Pasep atendem aos novos critérios estatutários e às diretrizes do Ministério da Previdência Social do Trabalho e Previdência Social (MTP).

Para requerer o Procedimento Administrativo de Reclamação abono de PIS/Pasep

Se você trabalha ou trabalhou com carteira assinada e tem direito à base 2020 Bônus salarial anual, registre uma disputa usando o endereço de e-mail comercial.

Lembre-se de usar a abreviação do estado em que você mora em vez das letras uf. Por exemplo: trabalho.rj@economia.gov.br.

No entanto, a Secretaria do Trabalho orienta os trabalhadores a verificar todos os canais de acesso para confirmar o recebimento dos valores do PIS/Pasep antes de interpor recurso.

 

 

Artigos Relacionados

Boa Sorte

Confira aqui, o seguimento para a inscrição: 1 – Primeiro, acesse o site oficial do Gshow, no programa Caldeirão do Huck; 2

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.