Explicação do divórcio na Bíblia: é permitido ou não? – Leia Agora

 

O capítulo 24 de Deuteronômio começa abrindo com um assunto que tem sido polêmico ao longo da história: o divórcio na Bíblia! Afinal de contas, ele é permitido ou não? Quem pode se divorciar e quem não pode? Uma pessoa divorciada pode se casar de novo? Embora seja um tema complexo que envolve a necessidade de se investigar cada caso em particular, tentaremos elucidar isso com simplicidade neste estudo bíblico aqui.

 

Deuteronômio 24:1 realmente permite o divórcio na Bíblia?

Os versículos 1 até 4 regulam algumas leis concernentes ao divórcio. Ou seja, de certa forma o divórcio é sim permitido na Bíblia, no entanto isso não quer dizer que seja uma coisa boa e que se deva fazê-lo como algo natural. Nós vemos isso porque o versículo 4 proíbe a mulher de voltar para seu primeiro marido após ter se divorciado de um segundo, considerando isso um ato abominável. Ou seja, o divórcio não é algo divertido; na verdade ele é um desastre familiar!

Mas então por que a Bíblia permite o divórcio aqui em Deuteronômio 24:1? Naturalmente, porque se um homem não se agradasse da mulher com quem se casou, pode ser que ela ficasse sofrendo maus tratos por parte dele. Neste caso, seria melhor dar a ela uma carta de divórcio e despedi-la do que ficar maltratando-a toda a vida.

Então neste caso o divórcio era mais uma medida protetiva para a mulher do que uma liberação para se casar quantas vezes quisesse. O profeta Malaquias relata que Deus odeia aqueles que maltratam suas esposas, tratando-as com hostilidade e violência; veja cap. 2:13-16. O mesmo texto diz que o Soberano também odeia o divórcio.

“Jesus” e a questão do divórcio.

O mestre Ieshua chega a explicar que Moisés permitiu dar carta de divórcio devido a dureza do coração do ser humano, vide Mc 10:5+. Ou seja, se o divórcio foi permitido por causa da dureza do coração do ser humano, então é porque este não é algo bom. O Mestre também segue explicando no mesmo texto que desde o princípio Deus os fez para formarem sua família e terem uma união inseparável, sendo este o ideal, e não aquele (vs. 6-9).

Se nossos leitores estão aqui nessa página justamente devido dificuldades de manter o casamento, existem várias obras que podem ajudar a restaurar casamentos em crise. Abaixo seguem algumas sugestões:

Comentários Recentes

Postagens Mais Recentes

Siga nossa Página